Parem de copiar os gringos em tudo

hillsong-worship-hillsong-collected

Passando pelo Youtube dias atrás, cliquei em um vídeo bem curtido e recomendado e deixei tocar. A música começou, e tirando pela letra em português, era um estilo bem típico, daqueles que você ouve e sabe a banda que toca, sabe? Pois bem, era mais uma tradução de uma música do Jesus Culture. Fui ver como era o vídeo, e mais uma vez o padrão da abençoada galera americana se fazia evidente: uma ministra no centro, com uma galera ao redor cantando, lembrando bem o que a galera do Hillsong começou a fazer tempos atrás. Isso se agravou ainda mais no meu coração quando percebi que essa mesma forma de apresentação estava sendo ministrada domingo após domingo em minha igreja. E aí eu pensei, ‘e agora, Brasil?’.

Olha, antes de começar a falar disso tudo, quero dizer que eu gosto muito dessas bandas já citadas e que também já fui muito abençoada ao ouvir as músicas e ministrações da cantora que citei, que é apenas um dos inúmeros exemplos de cantores/músicos gospel que seguem esse caminho. Só quero dizer que está na hora de refletirmos sobre o que temos produzido e utilizado para adorar a Deus através da música. E isso não é mais um mimimi de que temos que parar de achar bacana o que os gringos fazem, mas sim nos fazer olhar para o que a nossa cultura tão rica pode nos inspirar a criar para Deus.

Nada como as experiências de vida para trazer a adoração autêntica

Uma adoração genuína de um coração que se rende contrito e quebrantado é o que Deus espera. Não importa se para isso você toque pop-rock, baião, maracatu, forró, samba ou qualquer outro estilo. É claro que podemos identificarmo-nos com uma música lá de outro continente e ela expressar exatamente tudo o que queremos dizer naquele momento, só não podemos nos esquecer de que Deus fala pessoalmente ao nosso coração e a capacidade que há Nele, enriquecida pelas nossas experiências de vida, nos faz sermos aptos de adorá-LO de forma autêntica. Você pode se identificar com um estilo específico, se inspirar com algo que já é feito por Deus através de outras pessoas, mas é importante saber que Deus quer se revelar e te usar de uma forma única e especial e essa peculiaridade que há em você pode impactar e atrair outras pessoas, que compreendendo o quanto Deus se revela a nós de maneira individual, se sinta encorajado a demonstrar a forma como tem percebido Deus através da sua arte.

A Bíblia nos mostra riqueza de instrumentos usados para o Louvor do Senhor, assim como multiformes maneiras de serem tocados. Deus sempre permitiu que fôssemos livres para adorá-lo com música de acordo com o que somos, e isso inclui também nossa cultura, nosso modo de encarar as coisas, nosso estilo de vida. Sou paulista, mas atualmente moro no nordeste e fiquei espantada e logo em seguida encantada ao ouvir na igreja em que passei a frequentar uma bandinha cantando aquele forró tradicional, bem pé-de-serra, a linguagem do sertanejo. Era a igreja cantando a voz do povo daquela região. Isso é impactante, isso mostra aos corações: vem do jeito que você está, porque Deus te criou e quer te usar com tudo o que você é, da melhor forma que você pode ser. Me senti livre e entendi que não existe um padrão pré-determinado de como fazer arte para o Deus Artista. O único pré-requisito é que meu coração e tudo o que sou estejam inteiramente depositados naquele momento.

muie

Deus é a toda a fonte de criatividade, Nele há riqueza de dons, diversidade de talentos e formas de expressão, os quais Ele dá de maneira peculiar a cada um. Por que, então, não permitimos que Ele se revele dessa forma à nós?

Fiquei pensando que é mais fácil copiar a receita que tem dado certo, quando nossa motivação não está em divulgar a Palavra de forma íntima, mas sim ser aceito num mercado superficial, egocêntrico e mercenário, que se preocupa mais em números e reais, do que com tocar o coração de Deus e de se deixar ser transcendido pela experiência de se mostrar totalmente nu, sem barreiras e com tudo o que você é e deixá-Lo fazer o que quiser através da sua vida. Mas, enfim, isso é só o que eu penso, no final das contas.

E você? Conta aí para mim nos comentários. Adoraria saber sua opinião sobre isso.

Oração do dia: que a canção que sair dos nossos lábios seja apenas o reflexo do que o Amor de Cristo através de Sua Palavra tem feito dentro de nós. Amém.