Como se preparar para uma vida que vale a pena

A Bíblia não é um livro de homens extraordinários que conquistaram grandes feitos na história. A Bíblia é um livro de um Deus que usou pequenos homens para feitos extraordinários. Essa é a ordem exata. Me parece um erro exaltar esses homens, pois na verdade, a pequena grande virtude deles estava simplesmente em cumprir a vontade de Deus.

A vida de Davi deve gerar em nós uma identificação quase que imediata. Sua história é marcada por sucesso e fracasso, alegria e angústia, entusiasmo e depressão, santificação e pecado e etc. Não é diferente da vida de jovens e adolescentes dos tempos atuais. De maneira simples, mas ser simplória, podemos extrair da vida dele atitudes e princípios que fazem sentido para os dias de hoje, e juntar essa sabedoria antiga da escritura com a cultura moderna e secular, que resultem em maneiras de encontrarmos sentido e principalmente o nosso lugar no mundo.

Para uma vida que vale a pena é preciso sempre estar se preparando

Perdoe-me o linguajar estilo ‘telemarketing’ da sentença. Mas é mais que necessário passar a ideia de constância. Aqui está uma interessante atitude de Davi que traz uma lição para o nosso dia. O jovem Davi estava no campo, na tarefa que lhe era incumbida: cuidar das ovelhas da família. Ele vem de uma família simples e Belém era uma cidadela. Ele cresceu trabalhando no campo, mas os salmos que escreveu deixam claro que era algo que ele fazia com o maior prazer.

Como pastor de ovelhas, ele estava sendo preparado para ser rei. Não que fazer a ‘gestão de relacionamento’ entre ovelhas seja a mesma coisa que solucionar conflitos entre seres humanos. No entanto, naqueles tempos, os líderes, tanto no aspecto espiritual como no humano, eram frequentemente comparados a pastores de ovelhas (Ez 34). O famoso rei babilônico Hamurabi descreveu-se a si mesmo com o pastor do seu povo. O fato de Davi estar cuidando das ovelhas naquele exato momento, em particular, era como um prenúncio divino de sua indicação como rei de Israel.

Além disso, a ascensão de Davi até o trono foi fortemente marcada pela sua atuação como guerreiro. E ele se preparou para ser um guerreiro enfrentando ursos e outros animais que vinham atacar o rebanho da sua família.

É verdade sim que, nesse primeiro momento, temos poucas informações sobre atitudes de Davi. Até aqui ele havia sido passivo, pois é Deus que o estava preparando. Mas podemos afirmar que ele estava se preparando ao ser preparado.

A Teoria de Gardner e as habilidades do futuro

Para os nossos dias atuais, muito se fala sobre habilidades que se deve ter para destacar no mercado e na vida. No passado, o psicólogo Howard Gardner falou sobre a Teoria das Múltiplas Inteligências. Essa teoria foi evoluída e hoje os especialistas classificaram em 4 habilidades para o futuro:

Inteligência interpessoal: Capacidade de se relacionar, pessoalmente e profissionalmente, com outras pessoas, além de entender seus desejos e pensamentos, para conseguir conectar-se com elas. Tem muita relação com a capacidade de liderança.

Inteligência intrapessoal: Tem a ver com a capacidade de conectar-se consigo mesmo. É conseguir alcançar autoconhecimento e autocontrole, dominando melhor, assim, emoções e estresse.

Inteligência criativa: É a habilidade de pegar qualquer uma das demais inteligências e aplicar de forma inovadora. Ser capaz de fugir dos padrões e das resposta pré-definidas como as melhores práticas. Pensar de forma original e encontrar soluções inovadoras para os problemas.

Inteligência interartificial: É a capacidade de entender as potencialidades da inteligência artificial e da robótica, não apenas para se proteger delas, como também para fazer parcerias com elas. Conhecer as potencialidades das novas tecnologias amplia a capacidade de pensar de forma criativa em soluções utilizando-a a nosso favor.

Tenho certeza que qualquer jovem e adolescente que desenvolver essas inteligências em sua vida terá êxito na vida profissional e relacional. Mas é claro que apenas essas habilidades não são suficientes para um vida que vale a pena.

É preciso outros tipos de habilidades para uma vida que realmente valha a pena

Uma vida de sucesso profissional não significa uma vida que tenha valido a pena. Para quem é discípulo de Jesus, ser aprovado por Deus interessa mais do que ser aprovado por qualquer homem. Nesse sentido, características como caráter aprovado, sabedoria, domínio próprio e o fruto do Espírito se apresentam como habilidades prioritárias de busca.

Definitivamente, o futuro é imprevisível. Mas quanto mais estratégia eu tenho, melhor me darei. Insisto, o futuro realmente é imprevisível, mas quanto mais traços do caráter de Cristo eu buscar desenvolver, mais relevante minha vida será. O produto que somos hoje, é resultado do processo pelo qual passamos no passado.

Você confia em gente que não se prepara pra vida? Quantas pessoas você conhece assim? Gente que quer fazer o concurso da polícia militar, mas que já se matriculou na academia seis vezes só esse ano. Pessoas que dizem querer ter um conhecimento maior sobre a Bíblia, mas que não frequentam um curso de teologia e nem ao menos um escola bíblica dominical. O produto que somos hoje é resultado do processo pelo qual passamos no passado.

Nesse sentido, tomo emprestadas as palavras de amigo e digo que a pergunta proposta pela melancolia, sobre “como teria sido se..?” ofusca a verdadeira questão, proposta pela responsabilidade: “como pode ser a partir de agora se eu..?” Bora arregaçar as mangas, e se preparar para a vida!