Discípulos de Pinóquio

O conto sobre o Pinóquio nos mostra um boneco de madeira que ganhou o dom da vida de uma fada e deveria ser uma criança boa para que um dia pudesse se tornar um ser humano. Para ajudar em seu crescimento, a Fada Azul envia o Grilo Falante para conscientizar Pinóquio dos seus erros, entre eles o seu pecado mais conhecido, a mentira, onde toda vez que o cometia seu nariz crescia, fazendo com que imediatamente ele se arrependesse do erro e falasse a verdade.

Nós nascemos como Pinóquio, somos bonecos de madeira que ao encontrar Cristo, que é o caminho, A VERDADE, e a vida (Jo 14:6), ganhamos vida e deveríamos sermos os melhores dessa terra, mas não somos, pois somos perseguidos pelo pecado e acabamos fazendo o mal que não queremos ao invés do bem que queremos (Rm 7:19). Mas Cristo nos deixou um Grilo Falante, Ele nos deixou o Espírito Santo para nos direcionar, mas assim como Pinóquio, não damos ouvido a voz do Espírito e só nos arrependemos quando quebramos nossa cara de madeira, pois diferente do Pinóquio, não conseguimos ver nosso nariz crescendo.

Pinóquio mentia para não contar a verdade à Fada, nós mentimos até para Deus, encarnando o caráter do primeiro Adão, achando que podemos nos esconder do criador ao cometer os nossos pecados.

A mentira desencadeia vários outros males, portanto não é atoa que Cristo falou que o diabo é o pai da mentira, pois nele não há verdade, e usando desse artifício tem conseguido acabar com amizades, famílias e no caso do nosso país, tem acabado com a nossa pátria.

A operação Lava Jato, assim como as outras que surgiram e irão surgir, tem combatido dois pecados: ganância e mentira. Esse dois pecados fazem nascer a corrupção, que dependendo da vida de quem a comete, desencadeia vários outros pecados.

Mas a capital da mentira não é Brasília, pois o pecado não habita em um estado, mas é residente na mente das pessoas que não se deixam controlar pelo Espírito, tanto que a mentira está presente no dia a dia do povo brasileiro de forma muito sutil, feita de forma pequena e inofensiva: Eu não sabia; Estou chegando; Meu celular estava sem sinal; Estava só brincando; Diz que eu não estou…

Na edição de agosto da revista SuperInteressante, a matéria de capa afirma que estamos vivendo na era da mentira, pois nessa última década estamos mentindo até cinco vezes mais, e o que tem ajudado para um avanço tão significativo são as redes sociais.

Hoje em dias as pessoas não se falam mais olhando no olho da outra, então o uso das teclas tem facilitado a dissimulação e o engano. A fotos postadas com emoctions tem disfarçado a real situação que a aquela pessoa está. Com um conhecimento de photoshop e um boa escrita, podemos nos re-inventar virtualmente em busca de aceitação, likes e curtidas.

Se Cristo é a verdade, de quem nos tornamos discípulos? De Jesus ou de Pinóquio?

Se queremos ser discípulos de Jesus, devemos lutar contra esse pecado diariamente, dando atenção ao Espírito Santo e ouvindo a voz do Senhor através da sua palavra.

Como discípulo de Jesus eu não posso usar a mentira para convencer as pessoas à respeito da verdade (Cristo). Não é fingindo ser um doente que foi curado, ou um pobre que ficou rico, ou até mesmo demonstrando ser o santo que eu não sou, que se proclama Jesus, pois dessa forma estou fazendo discípulos para o Pinóquio. Proclamar Jesus é apontar para sua Verdade, retirando as máscaras e mostrando quem eu sou de verdade e o que Cristo está fazendo em mim.

Como discípulos de Jesus, não podemos relativizar o pecado usando o nosso próprio ponto de vista, pois o que é verdade pra mim pode ser mentira pra você, mas devemos mergulhar em sua palavra e fazer com que o nosso ponto de vista esteja baseado nas verdades que ela diz.

Se queremos ser discípulos de Pinóquio, Deus estará vendo nosso nariz, e um dia ele pesará tanto que quebrará nossa cara, mas se queremos ser discípulos de Jesus, Deus estará vendo nosso coração e nos santificará, respondendo assim a oração que Cristo fez por nós: “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.” (Jo 17:17)

Posts relacionados

Comentários