É o Senhor quem pergunta: onde está você?

lightstock_80434_medium_user_3749794

A Bíblia conta a historia de um cara sentado em uma coletoria. O trabalho dele era simplesmente coletar impostos dos judeus, dominados pelo Império Romano. Além de ter que pagar para viver na sua própria terra, os judeus sofriam os constantes abusos políticos desses homens.

Eles eram uma espécie de “receita federal” da época mas em uma versão bem mais severa. É fácil imaginar o tanto de ódio que um judeu tinha por essa gente, não é?  Estes homens representavam a opressão de um povo. Normamente, era um pagão que não seguia a lei, andava sujo e, ainda por cima, oprimia sem medo o povo escolhido de Deus. No entanto, este cara da coletoria estava no caminho de Jesus.

Quando Jesus, mesmo sendo judeu, passa por ele, acaba fazendo a proposta: Siga-me. O evangelista não dá mais nenhuma informação extra sobre isso, nem mesmo a descrição da expressão deles, mas diz que Levi deixou tudo o que tinha e seguiu aquele nazareno.

Em seguida, o texto mostra uma alegria de Levi com sua nova vida. Ele decide dar um banquete em sua casa para os seus amigos mais próximos. Jesus presente em uma festa onde se reunia “uma multidão de publicanos”. Você consegue imaginar o choque? Lá estava o homem que era tido como profeta, que curava os doentes, libertava os demônios e que dizia vir para libertar Israel. Todos no mesmo local. Jesus estava lá, festejando perante seus assassinos.

Os escribas e os fariseus, que eram as autoridades da época e guardiões das Escrituras e de toda  herança espiritual e histórica do povo fizeram o que mais amavam: interpelaram os discípulos de Jesus: “Como vocês podem comer com esse tipo de gente? Vocês não sabem quem eles são e o que eles fazem? Como vocês podem conviver com gente assim?”.

Jesus, mais uma vez dá uma resposta arrebatadora: “não necessitam de médico os que estão sãos, mas, sim, os que estão enfermos; Eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores, ao arrependimento.” Puxa! Como ficaria a cara dos religiosos diante dessa resposta?

678

Bem, ja se passaram aproximadamente dois mil anos dessa história. E hoje, Jesus não está mais fisicamente entre nós, mas recebemos dele a incumbência de andar como Ele andou e fazer o que Ele fez . O que isso quer dizer? A igreja tem a função de continuar indo por esse mundo convidando aos “Levis” para que sigam o Senhor. Nossa missão dado pelo Senhor reside em tomados pela seu Espírito ver Deus convertendo muita gente a si e consequentemente ir amadurecendo e abandonando tudo que tem para seguir a Jesus.

A grande pergunta é:  Será que estamos fazendo isso? Ou melhor, será que estamos fazendo justamente o contrário? Lamento em perceber que a igreja, muitas vezes, se parece bastante com os escribas e fariseus.O discurso da igreja brasileira sobressai o contrário do discurso de Deus. Queremos mesmo é que primeiro as pessoas fiquem santinhas para depois virem a igreja. Cada vez mais criamos um gueto evangélico e nos fechamos no nosso reduto de gente religiosamente bitolada.

Como se já não bastasse o enclausuramento dentro das quatro paredes do templo, agora surge um monte de aberração como restaurante só de crente, música só de crente, roupa, telefone, geladeira, TV, condomínio, ônibus, avião… Tudo só de crente. Foi isso que aprendemos com Jesus? E o pior de tudo é que esta é a mesma igreja se levanta ativamente contra os que estão indo aos banquetes buscar pecadores no mundo a fora. É uma exata inversão do exemplo de Jesus.

Parece repetitivo dizer aqui mas, você não foi chamado pra se fechar no seu mundo gospel. O sal precisa estar em contato com a carne pra salgar. A luz precisa estar em meio as trevas pra brilhar. Saia por aí. Ande pelas faculdades, trabalhos, becos, ruas, noites e madrugadas para encontrar quem realmente precisa do Evangelho..

É possível viver  no mesmo lugar “do mundo” apenas por sabermos que Deus nos deu uma identidade incorruptível em Jesus Cristo. Esteja no meio de gente que não é aceita na igreja sim porque um dia, foi no meio destes que alguém lhe mostrou Jesus. Alguém teve que sair do mundo gospel pra te buscar. Porque agora você não busca outros?

Siga o exemplo do seu mestre! Vá em busca de outros. Sente-se na mesma mesa que eles, coma, beba, participe deste mundo, mas saiba que o banquete de Deus é bem maior. Isso requer maturidade.  Onde está você enquanto as pessoas estão enganadas neste sistema maligno?