O que separa os homens dos meninos?

 

O rap do MC Sant tem um conteúdo bastante impactante, e apesar de todo o teor testemunhal, de aspectos da vivência do rapper, esse é um questionamento bastante relevante para a vida de fé.

O que separa gente madura de gente imatura?

Obviamente, não nos atentamos para o fato de​ homens e meninos terem qualquer tipo de primazia, estamos falando de humanidade. O que separa gente madura de gente imatura? O que realmente faz ocorrer a transição das crianças meninas para mulheres, e crianças meninos para homens.

O que nós podemos perceber dentro da Bíblia a respeito da maturidade? Deus é alguém que tem um plano, um parâmetro para que nós nos tornemos semelhantes?

Sim, essa figura é Jesus.

Nós temos a profunda capacidade de olhar para a Bíblia e o próprio Senhor e nos acomodarmos na vida de fé que levamos. Olhamos para a graça de Deus e ao invés de a compreendermos como uma possibilidade de viver diferente, entendemos como uma segurança para que no fim das contas, tenhamos a segurança de que tudo será esquecido e perdoado.

Essa é uma das razões de vivermos tão timidamente a possibilidade do perdão, a possibilidade do amor e do serviço.

A gente vive acreditando que a graça de Deus Deus é um cheque em branco que paga tudo no final, quando a graça de Deus é justamente a possibilidade de uma vida extraordinária na dependência do Pai.

O evangelho é o ‘ser’ e não o ‘fazer’ 

A graça de Deus não é uma coisa a ser descartada, mas nem tanto, é algo que se equivale ao caráter de Deus. Se existe uma verdade é que a graça está para uma vida reta e justa, como um gol está para o futebol. Nós a perseguimos para que em algum momento sejamos encontrados.

Não é segredo que os papéis sociais hoje são quase inexistentes. Falar fora de padrões é justamente se contrariar em termos. O fato de tudo ser relativo, relativiza até mesmo o fato de tudo ser relativo, logo nem tudo é relativo…

Ao ler a Bíblia e o texto de Mateus 6:25-34 percebo que nós estamos persistindo em uma maturidade que não é substituída por fé, mas por características que são extremamente vulgares e incompatíveis com o evangelho.

O evangelho que tem por característica o ser, é trocado pela crise de identidade daquilo que Deus espera de nós conquistado pelo fazer. O descanso é substituído pela agonia do ativismo e a fé e trocada pelas obras.

Esse texto me ensina, em Jesus de Nazaré, no seu maior sermão que a maturidade e o equilíbrio de ser um humano pleno, se dá na experiência do cuidado, do zelo e da convicção de Deus presente.

Por isso, gostaria de compartilhar com você algumas características de homens e mulheres.

As características de pessoas maduras

A primeira característica de um ser humano maduro, verdadeiramente, é a consciência de Deus.

Não falo da ideia de Deus ser um conceito comum, que todos saibam, que todos entendam e compreendam, como a maioria da sociedade ocidental consegue conceber.

Falo da consciência de Deus aqui e agora. Uma coisa é saber que a cidade é violenta, outra é ser assaltado. Uma coisa é saber que mães existem, outra é amar sua mãe. Uma coisa é saber que existem pessoas extraordinárias, outra é se dispor a se relacionar e ser uma pessoa assim.

Consciência de Deus é saber que Deus está lá. As coisas fogem do nosso controle, não temos os meios de nos relacionarmos com Ele mais saudáveis, mas inquietamo-nos em busca de encontrá-Lo.

É diferente a gente andar com Deus de Deus precisar usar de coisas o tempo todo pra chamar nossa atenção. Então, se tem alguma coisa em você que pede que você seja mais próximo de Deus, entenda como uma boa ação, uma ação cuidadosa e benéfica para a sua vida. Deus certamente, fará uma obra magistral em seu coração. Dê voz a essa consciência.

Segundo, Deus presente não é Deus ativo, então creia que o Senhor age.

Jesus nos ensina não uma fé sem significado, sem princípios e que não fere nosso orgulho e maldade. Jesus nos ensina uma fé no Seu Pai, que Ele faz questão de fazer nosso.

Jesus nos ensina que a gente tem uma fé que não é baseada em expressões subjetivas e vazias, mas em atitudes que constrangem o coração e leva a alma a meditação.

Temos um Pai, o Deus Pai de Jesus de Nazaré. Esse pai, cuida de nós em detalhes que, às vezes, nós mesmos não nos atentamos a cuidar. Cuida da nossa alimentação, nossa vestimenta, nossas companhias e relacionamentos. O Senhor cuida de nós.

O nosso coração agitado, inquieto e angustiado, precisa aprender a benção que a maturidade do descanso traz ao nosso dia a dia.

O Senhor olha por nós queridos. O Senhor olha pra cada necessidade nossa. O Senhor há de nos suprir e surpreender!

E por último, Deus presente e ativo não quer dizer Deus em nós.

Deus precisa dessa liberdade pra tratar a gente. É simples né? Mas dói. O Senhor tem suas inconveniências e pedidos sórdidos de fidelidade.

Isaque para Abraão é o maior deles. Mas a fé não é confiar no que é benéfico, mas no que é de Deus. Sofrer com Deus é uma benção imensamente maior que ganhar o mundo é perder a alma.

Que Deus nos ajude, a resgatarmos a maturidade de SERMOS o que SOMOS para que a maturidade e transformação possíveis pelo Espírito Santo aconteça em nós, a cada dia, a cada momento com Deus, e Jesus nos possibilite momentos mais frequentes com nosso Pai. Para a glória de Deus e do filho Dele.

Que Deus te abençoe.

Em amor e pelo amor.