Quando nos perdemos no meio do caminho

“Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus chegou perto e começou a caminhar com eles, mas alguma coisa não deixou que eles O reconhecessem”. (Lucas 24.15-16)

Em direção a Emaús, os discípulos conversavam e discutiam sobre os últimos acontecimentos, entristecidos por ver sua esperança morta na cruz. Ouviram notícias de que algumas mulheres afirmavam que a Esperança estava viva, mas não encontraram Jesus naquele lugar, apenas um túmulo vazio. Eles demoraram para entender o que os profetas disseram.

Assim como esses discípulos, que desorientados, cansados e perdidos, saíram de Jerusalém arrasados, em busca de um conforto e de respostas para suas dúvidas e incompreensões, muitas vezes estamos nós, não sabendo bem nem a direção que tomamos. Estamos tão frustados com a distância entre as verdades que aprendemos e a realidade de nossas vidas que desprezamos assim a leveza de uma vida lado a lado com Cristo, em que a entrega a Ele de nossas cargas nos oferece um relacionamento íntimo baseado na confiança em nosso melhor amigo. Ficamos cegos por nossas obrigações, rotina e cobranças, que caminhamos focados em apenas exercer nossas atividades, seja na igreja, no trabalho ou na faculdade. Ficamos tão distantes que não lembramos mais como é a Sua voz, Seu toque e Seus traços.

Você O tem reconhecido em seu caminho?

Quando fixamos nossos olhos nos acontecimentos da vida, desfocamos o trajeto e não percebemos Jesus ao nosso lado. Quando queremos complicar o relacionamento com Deus, esquecemo-nos de que o evangelho é simples e puro, como uma criança que aguarda ansiosa na janela a chegada do pai, para então se lançar sem medo em seus braços. Quando tudo o que acreditamos não passa de letra e teoria em nossos corações, os dogmas nos engessam e aquilo que um dia nos ensinaram, continuamos apenas reproduzindo de maneira fria. É tempo de voltar ao Caminho.

“Aí os olhos deles foram abertos, e eles reconheceram Jesus. Mas Ele desapareceu. Eles se levantaram e voltaram para Jerusalém”. (Lucas 24.31-33a)

Chegou o momento, e todos os dias são novas as oportunidades, para deixarmos a cegueira do caminho de Emaús e voltarmos para Jerusalém. Voltarmos para o verdadeiro caminho de vida.

Abra seus olhos para vê-Lo. Que seus ouvidos estejam sensíveis para quando ouví-Lo dizer seu nome, seu coração preparado esteja para prontamente dizer “Mestre, eis-me aqui”.

Reconheça-O em seu caminhar e deseje que Ele guie seus passos na direção da Sua vontade. Faça dEle seu companheiro de viagem. Permita que Ele te guie em cada passo para que você não se confunda, nem se perca por aí. Que seu coração volte a queimar ao ouvir sobre a Palavra e que saindo desses labirintos que a rotina nos coloca, você encontre o caminho para Casa.

Que seu dia seja cheio da presença do Senhor e que você O sinta bem do seu lado em todos os momentos.