Salmo do pastor arrogante e invejoso

photo-1473163162601-1dc5c6676070

Foi naquele dia que ouvi a respeito de Você.

Conhecendo um pouco mais através do que está escrito, descobri que na verdade foi você mesmo quem se revelou a mim!

E tudo isso pra que?

Aos meus olhos tudo já estava encaminhado! Uma trilha óbvia já estava sendo trilhada, já tinha até minhas composições pra quem sabe um dia fazer sucesso. Mas naquele “bendito” dia, quando estava próximo de iniciar a estrada que finalizaria a subida da minha montanha com a intenção de “ganhar”, você me mostrou “A verdade”.

Concordo, ela é perfeita e bela, e minha primeira impressão era de que com ela sim alçaria voos jamais imaginados por alguém. Mas o que realmente aconteceu foi uma descida nos degraus das pretensões!

Como é duro ver gente da minha idade, sem qualquer tipo de preparo ou piedade cristã (ao menos como a minha) ganhar espaço considerável por aí, o qual deveria pertencer à Sua verdade, por meio daqueles que a carregam (como eu) com seriedade, deixando com que ela se aproprie da vida!

Como é duro lidar com o insucesso e a rejeição e como é desanimador caminhar um caminho impopular!

Sei que na verdade todo esse questionamento vem sobre mim, pois o meu caráter precisa ser tratado e a necessidade de “ser” alguém desapareça. Foi você mesmo quem disse que era necessário que o Filho do Homem morresse e fosse rejeitado. Não bastava morrer (ou poderia virar um mártir, uma espécie de herói de guerra) era necessário ser rejeitado. E quem sou eu querer outra coisa além daquilo que você mesmo disse que teria de sofrer e carregar! Quem dava testemunho do você era o Seu Pai e a minha oração é pra que no fim Você dê testemunho de mim e não a quantidade de conferências que já fui convidado a participar ou qualquer tipo de título acadêmico que eu possa agregar ao meu currículo.

Tua boa mão tem me sustentado, tem levado os meus medos à espreita, tem acalmado a minha ansiedade. Ajude-me a entender que não passo de um homem como qualquer outro e como qualquer outro, sinto, choro e sofro como tal. Arranca de mim essa minha teomania e me leva pelo caminho da piedade, da dependência racional e da fé na certeza de um Deus vivo que intervêm e que me livra dos meus piores demônios.

Ganha o meu coração, pelo menos hoje! Pelo menos agora! Pelo Teu nome! Amém!