Só amanhã

O caminho amanhã leva à cidade nunca.

O tão aguardado amanhã, o dia em que realizaremos grandes feitos, será sempre amanhã enquanto não tomarmos uma atitude. Temos uma grande facilidade para falar mas falhamos na hora de praticar. Já ouvi isso antes. Sempre ouvi as pessoas dizerem que o inferno está cheio de boas intenções. É verdade, mas nas nossas comunidades, dentro das nossas casas, no nosso ambiente de trabalho, e principalmente dentro do nosso quarto, quando não há mais ninguém, também está. Quantas vezes você prometeu que iria ser um amigo mais presente, que seria um filho mais atencioso, que seria um profissional mais empenhado em suas funções, que seria mais dedicado à obra do Senhor, que procuraria falar mais do plano de salvação para seus amigos e parentes, que seria mais fiel a Deus, mais responsável, mais isso ou aquilo? Quantas vezes você, envergonhado por ter fracassado tantas vezes com suas promessas, fez novamente um trato com Deus que não durou até o fim do dia? E por aí vai. Muita teoria e pouca prática.

Eu não sei você, mas hoje eu não quero prometer nada. Eu quero acordar e caminhar apressado, pegar a estrada que me leva para a realização de algo hoje, porque o amanhã é importante sim, mas não me pertence.

“Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa.” (João 4.35)