Profissão Profeta: conheça o jovem por trás do rap afiado de Kivitz!

Kivitz é como o se intitula o rapper Vitor Jorge Kivitz, jovem de 27 anos nascido naquela apreciada selva de concreto e aço chamada São Paulo. O sobrenome, conhecido no meio evangélico brasileiro, vem do seu pai, o Pr. Ed René Kivitz, presidente da Igreja Batista de Água Branca em São Paulo.

Com frases provocativas e afiadas, o rap de Kivitz amadureceu em mais de 10 anos de idas e vindas no estilo. Mesclados com singles diversos, o rapper já lançou três EPs: Profissão Profeta em 2014, Casa ≠ Lar em 2015 e o mais recente Horas Vagas, lançado no final de agosto. O MVC conversou com ele e o resultado dessa resenha você confere ao longo dessa matéria.

Vitor é nascido e criado no contexto da igreja batista, ambiente normalmente tido como tradicional no sentido de usos, costumes e também musical, quase sempre com predominância de hinos e cânticos espirituais antigos. No entanto, Kivitz faz questão de contrariar esse estereótipo: “O ambiente que eu cresci não era tão tradicional assim, não. Muita música boa me cercava”, conta. O interesse pelo rap veio justamente graças as preferências musicais do pai. “Quando eu tinha 8 ou 9 anos de idade, ouvia meu pai ouvindo o “Quebra Cabeça” do Gabriel O Pensador. Aí já era. Fiquei viciado e sou até hoje.”

Para ele, o preconceito por ser branco e oriundo de um contexto de classe média para um estilo musical construído em comunidade não existe, e normalmente o preconceito está carregado nas palavras e nos olhares de quem observa o movimento do lado de fora. “Eu sofro mais preconceito por quem não é do hip-hop. Quem é de fato do movimento se conhece e se respeita, enxergando além dos estereótipos. Como diz o Rashid, ‘quem é reconhece quem é até do avesso’. Kivitz salienta que nunca enxergou nas comunidades simplesmente uma população pobre, mas sempre viu e conheceu pessoas que querem mudar o mundo e uma vida digna para todos.

Quando o assunto é “guerra” entre música comercial x underground, o rapper é incisivo. “Eu faço música, do mais profundo da alma, ou pelo menos tento. O que define uma música ser comercial ou underground? Chegar em muitos ouvidos? Tocar na rádio? Estar na TV? Faço música para as pessoas. Quem se identificar com o que eu faço, que seja muito bem-vindo!”. Mesmo considerando que arte e objetivo são palavras que não combinam, ele acredita que sua música carrega sim o potencial de transformação social. “A música transforma as pessoas. Me transforma e transforma quem ouve. Se minha música tem transformado pessoas (torço pra isso!), então ela transforma a sociedade, sim”, afirma Kivitz.

A chamada música gospel no Brasil tornou-se um mercado lucrativo para aqueles que decidem servi-lo como um Deus. Na contramão disso, cada vez mais tem surgidos artistas cristãos que preferem abrir mão de rótulos para fazer um som compromissado tão somente com seu estilo e os valores do Reino de Deus. Kivitz é certamente um desses. Quando questionado a respeito de artistas cristãos que gosta de ouvir, a resposta é curta: “Meu irmão Clovis Pinho!”. O gosto musical do rapper é variado: “Hoje eu escutei Dani Black, Sujeito a Guincho, Anderson Paak e Biro”, conta.

Filho de pai pastor e mãe assistente social, Vitor chegou a Igreja Batista do Água Branca ainda recém-nascido. A IBAB hoje é conhecida por sua atuação na área de missão e solidariedade, sendo mantenedora de centenas de ONG´s e projetos missionários no Brasil e no mundo. “A IBAB é minha comunidade. Cresci ali e amo aquele lugar”, faz questão de enfatizar.

O MVC possui uma audiência jovem e antenada não somente a internet, mas também com as causas sociais. Minha última pergunta para Kivitz é justamente aquela clichê, pedindo um recado para nossos leitores. “Família, uma vez eu ouvi o Ariovaldo Ramos dizer que não existe “vida cristã”, existe VIDA. Irmão, irmã, que nossa caminhada seja uma caminhada VIVA. A vida basta. Satisfação!”. Essa é a resposta! Vamos todos juntos nessa caminhada VIVA?

Partiu!

Acompanhe o Kivitz: FacebookYoutubeSpotify 


Você gosta dos textos do MVC? Que tal receber uma notificação pelo Messenger toda vez que um texto novo for publicado? É simples, clique AQUI e siga as instruções!