A despeito das emoções

Precisamos de vontade e determinação
para que isso seja possível

O meu desafio para você hoje é amar, mesmo quando tiver emoções negativas em relação ao outro. Aí você me pergunta: “Isso não seria hipocrisia?”. A resposta é não. Porque você dizer que sente algo que não sente é ser hipócrita, mas agir de maneira amorosa independente de suas emoções não é. Ao expressar amor por meio de um ato você pode não estar declarando um sentimento, mas está simplesmente escolhendo ser amoroso.

A Bíblia nos diz claramente que não devemos nos cansar de fazer o que é certo. Quando tratamos ao outro com bondade e amor, estamos fazendo aquilo que agrada a Deus. Ele promete que, por fim, se perseverarmos, veremos a bênção (Gl 6:9).

É a mesma coisa que fazemos a cada manhã. Não sei você, mas, se eu saísse da cama apenas nas manhãs que sinto vontade de me levantar… Todas as manhãs eu ajo a despeito de meus sentimentos e me levanto quando o celular desperta. Pouco depois, me sinto bem por ter levantado (pelo menos na maioria dos dias).

Eu penso que os sentimentos negativos são mais aliviados quando são ignorados em vez de acolhidos. Quando se age positivamente a despeito das emoções negativas, a tendência é haver uma mudança no clima emocional entre você e outra pessoa. O ressentimento se vai, as barreiras são derrubadas e no fim os dois ficam abertos para o relacionamento. Talvez essa seja a benção que Deus promete!

Que o Senhor nos ensine a tratar as pessoas de forma amável, mesmo quando o nosso desejo for ignorá-las ou simplesmente não houver desejo de fazê-lo. Precisamos de vontade e determinação para que isso seja possível. Ajuda-nos, Senhor!

Fonte: Bíblia e livros sobre relacionamentos

Posts relacionados

Comentários