Ensinados a consertar e não a jogar fora

O tempo não cura, esconde o que um dia virá a tona.

Eu queria ser como você!” Quem já não pronunciou esta frase sem saber exatamente do que estava falando? Quem já ouviu esta frase e não sorriu de misericórdia? Quem assim declara de coração quer crescer e imitar o outro. Mas, creio que muitas vezes desconhece completamente o seu significado. Aquele que observa de longe, dificilmente saberá o que o outro já passou. Uma amiga, disse uma certa vez que o “sucesso só vem antes do trabalho no dicionário.” Para vocês terem um casamento de sucesso, terão que trabalhar duro e muito. Comer muito sal juntos, rir muito juntos, chorar outras tantas vezes juntos. Um casamento perfeito não cai do céu.

Este trabalho é feito com muita oração e muito papo. Não permitem que o sol se ponha sobre nenhuma desavença de vocês. Conversem, ajustem. O tempo só é o melhor remédio para os néscios, para os desprovidos de sabedoria. Nós temos que viver cada momento, cada dia, cada noite. Não podemos deixar rolar o tempo e nada fazermos. O tempo não cura, esconde o que um dia virá a tona.

Se, pois, ao trazeres ao altar a tua oferta, ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa perante o altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; e, então, voltando, faze a tua oferta.” (Mt 5:23-24)

A sua oferta pode ser uma oração, um louvor, um serviço ou qualquer coisa para agradar ao Senhor. Aí se você lembrar que o outro tem alguma coisa contra você, busque resolver. Sem demora. Faça a sua parte, e deixe nas mãos de Deus a outra parte. Lembre-se que ao Senhor pertence a vingança, não a nós (Rm 12.19). Não cabe nem a você a punição de ninguém. Deixe que o Senhor faça o que tiver que ser feito, Ele sabe o que, quando e como fazer. A nós cabe a misericórdia. O que depender de você tenha paz com todos (Rm 12.18). Ajuste o que precisa em você e deixa o Senhor ajustar o outro, quando quiser.

— Quanto tempo vocês estão casados? — perguntou um jovem admirado com a ternura de um casal de vovós.
— Nós estamos casados há um pouco mais de 60 anos. — respondeu com toda paciência dos mais velhos.
— Como? Como vocês consegue isso? Um casamento com mais de 60 anos? — Retrucou espantado o jovem.
— Ora, ora, meu filho, nós nascemos em uma época que quando algo se quebrava éramos ensinados a consertar e não a jogar fora!

Texto de Sérgio Avillez. Acesse pelamanha.com.